ZUP • fev/2015

Inventário de arborização urbana

Prefeitura de São Bernardo do Campo

  • Onde foi aplicado

    São Bernardo do Campo

  • O que a Cognita realizou

    Inventário da arborização pública urbana

  • Nº de pessoas beneficiadas

    250.000 habitantes da área mapeada

Além de incentivar a manutenção da cidade, o ZUP permite criação e gestão de inventários. São Bernardo escolheu o mapeamento arbóreo como o primeiro banco de dados. Foram catalogadas, em 500 quilômetros lineares, mais de 20 mil árvores, com identificação das espécies, problemas visíveis de saúde, entre outras características.

Inventário da arborização urbana

Com o ZUP Gestor de Inventários, os dados coletados estão sendo processados por uma equipe de especialistas, que realizam a geolocalização de cada indivíduo arbóreo, sua análise quantitativa (altura, diâmetro, inclinação do tronco) e qualitativa (identificando espécies e possíveis problemas visíveis de saúde das árvores).

Com o inventário será possível criar uma triagem de árvores que necessitam de atenção especial, contribuindo para a manutenção do arborizado público, a definição de prioridades e o planejamento de ações preventivas.

Características do inventário

O inventario apresenta 64 informações de cada indivíduo arbóreo, considerando a sua geolocalização, as medidas e condições do passeio, as medidas do canteiro, as medidas da árvore (considerando altura, diâmetro do tronco, inclinação do tronco, entre outras); a identificação do contexto a as interferências que o indivíduo arbóreo apresenta em relação a cabos de energia; a identificação da família, espécie e gênero das árvores.

 

Mapa de risco

Posteriormente, com estes dados, o sistema, através de um algoritmo criado a partir do método visual proposto por Sampaio et al. (2010), à partir de adaptações daquele desenvolvido por Seitz (2006), cria um mapa indicando que indivíduos arbóreos apresentam riscos visuais para auxiliar na priorização, na tomada de ações e no manejo da floresta urbana.

O algoritmo também incorpora elementos dos métodos da USDA Forest Service, da International Society of Arboriculture (POKORNY, 2003; ISA, 2010), do Visual Tree Assessment System (VTA) (MATTHECK e BRELOER, 1997) e no protocolo desenvolvido pela Swedish University of Agricultural Sciences (ÖSTBERG et al., 2012).

Todos os métodos acima incluem muitos outros caracteres para avaliação das árvores, entretanto para este projeto foram considerados aqueles possíveis de se visualizar por meio das fotos utilizadas neste sistema.

Mais informações

Conheça melhor a ferramenta que possibilitou a criação do Inventário da arborização urbana de São Bernardo do Campo. ZUP é um software livre desenvolvido pela Cognita. Oferecemos às prefeituras todos os serviços necessários para sua implatação.

Conheça o ZUP

Serviços relacionados

Saiba mais sobre os serviços de Mapeamento georreferenciado e Elaboração de mapa de risco de queda arbóreo

Conheça nossos serviços