Daniel Luzzi

Educação Inteligente

smartlearning-trasnmission (1)

Em um mundo onde as mudanças são contínuas e acontecem a uma velocidade vertiginosa, necessitamos construir uma educação inteligente, uma educação que comece questionando o propósito da jornada educativa e forneça subsídios para tomar melhores decisões pedagógicas e didáticas.

A pressão para aprender novos conhecimentos, saberes e habilidades está se acelerando num ritmo frenético, o que dificulta que os alunos tenham tempo para praticar o suficiente para consolidar o estudado, facilitando o esquecimento.

É um processo de intoxicação informativa, onde sobrecarregamos os alunos com fatos isolados e fragmentos de informação desorganizados; que saturam a capacidade de recepção, incrementando o síndrome da fadiga informativa que provoca ansiedade, cansaço e estresse.

Isso explica, em parte, porque muitos cursos e programas de treinamento não funcionam, consumindo recursos e tempo. 

É o famoso ensino sem aprendizagem que assola alunos e organizações.

Muitos programas ainda acreditam que as necessidades de aprendizagem se limitam a saber mais, e buscam reforçar a transmissão de informação com novas tecnologias, chamando isso de inovação educativa. 

O resultado? 

Uma aprendizagem superficial e declarativa, onde as pessoas se apropriam das palavras, mas não dos conceitos que representam; ou aprendem técnicas repetitivas, sem conseguir desenvolver a capacidade estratégica de saber como e quando usá-las.

Smart Learning representa a evolução da EaD, criando ambientes inteligentes e altamente escaláveis que permitem construir conhecimentos e habilidades de forma mais personalizada, autodirigida, eficiente e conveniente.

Necessitamos construir uma educação inteligente, que comece questionando o propósito da jornada educativa e forneça subsídios para tomar melhores decisões pedagógicas e didáticas.

Uma educação assertiva aprendendo a regular adequadamente o nível de profundidade e de abrangência necessária para a construção dos resultados educativos buscados, a fim de não saturar as capacidades cognitivas dos aprendizes; a luta é contra o excesso de informação, por esse motivo a curadoria se faz cada vez mais e mais indispensável.

Uma educação mais significativa e focada em resultados, considerando os interesses dos alunos, que, por meio de jornadas flexíveis e adaptáveis promove uma experiência que resulta em aumento de participação, engajamento e redução de evasão.

Uma jornada que não consuma o tempo dos alunos e que auxilie para manter os conhecimentos ativos e dispostos para seu uso.

Um tipo de educação que possibilite superar :

  • O achismo na tomada de decisões pedagógicas e didáticas 
  • O transmissionismo de conteúdos 
  • O ruído e a sobrecarga de informação
  • As jornadas de aprendizagem fragmentadas 
  • A superficialidade metodológica 
  • O rápido esquecimento

Quer saber mais? Conheça nossa visão.

Daniel Luzzi

Daniel Luzzi

Head of Education: Cognita Learning Lab • Prof. Fundação Dom Cabral • Doutor em Educação USP

Veja também

Multitarefa

Multitarefa, superpoder ou mito? 

Ser multitarefa está na moda, considerar-se super eficiente é como sentir um super poder que as pessoas acham que possuem para lidar com as múltiplas

A Transformação digital do Onboarding

A dor do crescimento tem solução: onboarding digital. Como dobrar de tamanho rapidamente? Como lidar com uma alta rotatividade de forma ágil?

Aprendizagem efetiva 

Qual é a característica principal de uma aprendizagem efetiva? Será que na educação de adultos o conhecimento é suficiente?

Send Us A Message

Onboarding digital escalável

A integração dos novos colaboradores sempre foi importante: contribuindo com a retenção de talentos, alinhamento com a visão e valores da organização e aumento da produtividade.
Hoje, num contexto de aquecimento do mercado e aumento de turnover, o onboarding é considerado prioritário e estratégico, sendo um indicador de quão rápido a empresa consegue compor e repor seu time para não afetar a operação; ou para ganhar escala, aproveitando oportunidades de negócios.
A Cognita desenha, implementa e operacionaliza Programas de Onboarding, integrando tanto a dimensão institucional como técnica numa jornada digital, escalável e personalizada, com sequências adaptativas que vão alterando o trajeto dos novos colaboradores em função da área da empresa na qual estão se incorporando e o papel que ocuparão nela.
(Case Onboarding Take Blip)